domingo, 12 de outubro de 2014

Segunda Guerra Mundial Ilustrada:


1. A Segunda Guerra Mundial

Certamente o acontecimento mais marcante do século XX é a Segunda Guerra Mundial, ocorrida entre 1939 e 1945 e que envolveu todas as grandes potências mundiais do período. Evidentemente, sua ocorrência está intimamente ligada às marcas deixadas pela Primeira Guerra Mundial e foi fundamental para a escrita da História Contemporânea. Os números do conflito impressionam e dão a exata dimensão de seu tamanho. Mais de cem milhões de militares foram mobilizados. Cerca de 70 milhões de mortes foram registradas, além de 35 milhões de feridos. Foi o conflito mais destruidor da história da humanidade. Os motivos que a deflagraram estão ligados ao avanço do nazi-fascismo que se expandia na Europa. A Alemanha de Hitler e a Itália de Mussolini além de total domínio de seus países, objetivava ampliar seus territórios. Para tanto, começou a investir contra pequenos países europeus.
O início da Guerra se deu quando a Alemanha nazista - comandada por Adolf Hitler - invadiu a Polônia em 1939, o que gerou como reação, a declaração de guerra contra a Alemanha por parte da França. A disputa na guerra se deu entre duas forças opostas e antagônicas, a saber:
  • Aliados - Estados Unidos, Império Britânico, União Soviética, França, Polônia e Brasil. 
  • Eixo - Alemanha, Itália e Japão.

2. As grandes potências mundiais da época se uniram contra o nazi-fascismo.


                    3. Um dos países do eixo era a Alemanha nazista, representada pela Suástica.

A principal disputa do conflito fica aqui expressa em forma de Mangá: duas forças poderosas e antagonicas - os Estados Unidos - representado pelo seu icone do século XIX, o Tio Sam, contra o líder dos nazistas - Adolf Hitler. Eis as forças principais da Segunda Guerra Mundial:


4. Hitler x EUA representado pelo Tio Sam - duas forças antagônicas do maior conflito mundial de que se tem notícias na História.

Na Segunda Guerra, todo o conhecimento científico foi utilizado pelas potências mundiais em busca da vitória. As indústrias ficaram a favor dos seus países e muitas vezes converteram sua produção em armas e demais materiais bélicos. Outro diferencial do conflito foi o uso de aviões nos combates, que diferente de outras guerras, onde os combates só ocorriam por terra ou por mar, passaram a ocorrer no ar com grande intensidade e profissionalismo. Apesar de já terem sido usados no primeiro conflito mundial,  foi no segundo que se firmaram na estratégia de guerra.A entrada do Brasil no conflito,  já na década de 1940,  se deu justamente com o envio da FAB - Força Aérea Brasileira - que é composta por aviões manuseados pelo Exército Brasileiro,  que enviou alguns de seus homens para o conflito no território europeu.


5. Os aviões foram muito usados,  tanto pelo Eixo, quanto pelos aliados.

A entrada do Brasil no conflito,  já na década de 1940,  se deu justamente com o envio da FAB - Força Aérea Brasileira - que é composta por aviões manuseados pelo Exército Brasileiro,  que enviou alguns de seus homens para o conflito no território europeu.


        6. Aviões da FAB fizeram parte da participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.

Um dos momentos mais emblemáticos da Segunda Guerra Mundial foi a bomba atômica lançada contra as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki no final da guerra,  já em 1945. Pela primeira vez o mundo assistiu ao uso de uma arma nuclear contra um país e contra civis. Ao todo,  as bombas exterminaram mais de 250 mil pessoas imediatamente ou por conta da forte radiação. Isso levou à imediata rendição do Japão no conflito e consequentemente o fim da guerra.


       
 7. Bomba atômica destrói duas cidades japonesas: Hiroshima e Nagasaki.

Contudo, foi através do final da Segunda Guerra Mundial que o mundo teve conhecimento do que realmente se passava na Alemanha nazista e de todo o horror causado por Adolf Hitler e da perseguição ao povo judeu. Já se tinha conhecimento dessa perseguição,  mas não se tinha a dimensão do que era feito nos campos de concentração. Somente quando os americanos e os russos entraram na Alemanha,  filmando o que se passou por lá,  que o mundo realmente teve acesso ao que aconteceu durante o período de domínio nazista na Alemanha.


               8. Hitler foi responsável pela morte de milhões de judeus durante todo tempo em que comandou a Alemanha nazista, no genocídio conhecido por Holocausto.

Os relatos a respeito desse período são muito impressionantes e exercem grande fascínio nas pessoas até os dias atuais. São sucesso na venda de livros e nas bilheterias dos cinemas. O filme A Vida é Bela, por exemplo, que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro de 1998, mostra a história de pai e filho judeus presos pelos nazistas na Itália e enviados para um Campo de Concentração. O livro O Diário de Anne Frank relata a história de uma garotinha judia que fugiu por um longo tempo dos nazistas mas que posteriormente acabou sendo morta. O diário de Anne foi publicado e emociona a muitos, mesmo depois de tanto tempo.


9. O horror vivido em todo o período conflituoso, provavelmente jamais será esquecido.

Outra obra bastante lida e difundida é Mein Kampf, o diário do próprio Adolph Hitler, nele constam as idéias que despertaram o nazismo. O livro está banido há quase 70 anos. Consiste numa obra bastante controversa da qual muitos usam para negar os horrores da Segunda Guerra. O fato é que ele é intimamente ligado ao despertar de tudo o que ocorreu entre a década de 1930 e 1940 na Alemanha e fora dela. Pensar e refletir sobre as grandes guerras é de suma importância pois elas desenharam o mundo em que vivemos em todas as áreas de nossas vidas.


10. Nessa Ilustração é feito um resumo do que representou a Segunda Guerra Mundial.

Créditos:

1.Jéssica - 3ºB
2.Matheus Gustavo - 3ºB
3.Carolina - 3ºB
4. Natan - 3ºA
5.Melanie - 3ºB
6.Pâmela - 3ºB
7.Ailton - 3ºB
8.Emanuela Caroline - 3ºC
9. Mateus e Willian - 3ºC
10.Adriana - 3ºA

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Fico feliz pois tudo aqui é feito com muito carinho. A ideia é difundir conhecimento e mostrar os talentos que existem nas escolas públicas e que se fossem devidamente valorizados fariam do nosso país um lugar melhor de se viver. Mas estou tentando. Beijos.

      Excluir